Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Usuários do Facebook não alteraram configurações de privacidade após escândalo

A smartphone user shows the Facebook application on his phone in the central Bosnian town of Zenica, in this photo illustration, May 2, 2013. Facebook Inc said July 24, 2013 that revenue in the second quarter was $1.813 billion, compared to $1.184 billion in the year ago period.  REUTERS/Dado Ruvic /Files (BOSNIA AND HERZEGOVINA - Tags: SOCIETY SCIENCE TECHNOLOGY BUSINESS)

Desde que veio à tona o escândalo do Facebook com a Cambridge Analytica, a rede social já anunciou diversas mudanças nas regras e configurações de privacidade dos dados dos usuários. Porém, conforme relata o The Wall Street Journal, a maioria dos usuários ainda não alterou as configurações de privacidade.

A vice-presidente de soluções de marketing global do Facebook, Carolyn Everson, afirmou que a empresa não viu mudanças no comportamento das pessoas em relação aos dados que são compartilhados com a plataforma.

A executiva também explicou que a companhia não espera que sejam criadas leis de privacidade mais rígidas, que poderiam levar os consumidores a recusarem anúncios direcionados e, consequentemente, reduzir as vendas de anúncios. “Não estamos antecipando grandes mudanças em nossa receita geral e modelo de negócios”, disse.

Durante esta semana o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, passou por reuniões com o Congresso norte-americano para responder perguntas dos parlamentares sobre a venda de dados dos usuários através de um aplicativo de terceiros. (Olhar Digital)

Deixe seu comentário:

Menu

Curta no Facebook

Redes sociais